NOTÍCIAS28/09/2016

UFPA oferta 584 vagas a mais para o vestibular 2017

O prazo para inscrição para dois dos maiores vestibulares da Universidade Federal do Pará (UFPA) começa esta semana. A partir desta quarta-feira, 28 de setembro, indígenas e quilombolas podem se candidatar as 716 vagas do Processo Seletivo Especial (PSE) e, a partir do dia 29, é a vez dos estudantes se inscreverem para concorrer as 7.404 vagas disponíveis no Processo Seletivo 2017 (PS 2017). Juntos os maiores concursos da universidade ofertam 8.120 vagas para o próximo ano, um acréscimo de 584 vagas em relação ao último vestibular.

Indígenas e quilombolas - Para o PSE, as principais mudanças nas regras da seleção dizem respeito à apresentação do Documento de Pertencimento, o qual atesta o vínculo dos estudantes com populações indígenas ou quilombolas; e ainda a criação da segunda opção de curso.

Para este certame o prazo de inscrição inicia-se às 14h do dia 28 de setembro e segue até o dia 16 de novembro no site do CEPS e a inscrição é gratuita. Desta vez, são 358 vagas específicas para quilombolas e outras 358 vagas para candidatos indígenas, o que equivale a duas vagas para cada um destes públicos em cada curso regular ofertado pela UFPA para 2017. No último vestibular para indígenas e quilombolas a UFPA ofertou 672 vagas, 44 a menos que o vestibular para o ano que vem.

O PSE 2017 terá duas etapas. Uma prova de redação em língua portuguesa agendada para 15 de janeiro de 2017 e uma etapa de entrevistas presenciais com análise de documentos, a qual será realizada entre 16 e 19 de fevereiro.

Segunda chance - "Este ano, trazemos a participação de lideranças indígenas e quilombolas na comissão de seleção, o que deve aumentar a interação da Universidade com essas populações tradicionais e ajudar a evitar que apenas indígenas e quilombolas participem da seleção. A Declaração de Pertencimento também deverá ser entregue já no ato de inscrição e será analisada antes da homologação das inscrições. O documento, a partir deste ano, passa a precisar ser assinado por três lideranças para poder ter validade junto à UFPA", resume Maria Lúcia Harada, pró-reitora de Ensino de Graduação (Proeg) e presidente da Comissão Permanente de Processos Seletivos (Coperps).

Outra novidade é a criação da segunda opção de curso. Assim, ao final do concurso, a UFPA irá organizar os aprovados em relação às vagas disponíveis para cada grupo e, onde não houver candidatos classificados ou ainda houver disponibilidade de vagas, será realizada uma segunda rodada de preenchimento. "Esperamos com a segunda opção um aumento do número de indígenas e quilombolas aprovados na Universidade", aponta Mauro Magalhães, assessor da Proeg.

PS 2017 e SiSU - Já o edital do Processo Seletivo 2017 (PS 2017) oferta um total de 7.404 vagas, sendo 6.088 para o próprio concurso e outras 1.316 para o Sistema de Seleção Unificada (SiSU), do Ministério da Educação (Mec). No último vestibular, esses números eram de 5.664 e 1.200, respectivamente. Por isso, o PS 2017 apresenta 424 vagas a mais e o SiSU/UFPA 116 vagas a mais em relação à última seleção, com um acréscimo total de 540 vagas para estes certames.

Para o PS 2017 as inscrições começam dia 29 de setembro e seguem até 24 de outubro também no site do CEPS e custam R$ 35,00. Estudantes da rede pública têm direito à isenção da taxa e candidatos que cursaram todo o ensino médio na rede privada com bolsa integral podem solicitar o benefício, mas, "a partir deste ano, no ato da inscrição devem anexar ao formulário uma declaração que comprove a condição de bolsista", anuncia Arquimimo Almeida, assessor do Centro de Processos Seletivos da UFPA (Ceps).

Exame de habilidade - As principais alterações para o próximo vestibular se referem à realização do Exame de Habilidades para os cursos de Artes Visuais, Dança, Música e Teatro. A partir deste ano, os candidatos aos cursos de Artes Visuais e Teatro não precisam mais realizar o exame, enquanto para quem deseja ingressar nos curso de Dança e Música, a seleção passa por algumas mudanças.

"Agora não existe mais segunda opção para quem se inscreve nestes cursos e é reprovado no Exame de Habilidades. Também alteramos o peso desta nota, que agora equivale a uma das áreas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) na nossa fórmula da média ponderada", informa Arquimimo Almeida.

A alteração foi um pedido das faculdades e tem duas principais motivações: a valorização de quem opta por essas carreiras e a melhor organização do concurso. "Percebemos, por exemplo, que cursos como o de Música possuíam um elevado número de inscritos, mas cerca de 60% deles não compareciam no Exame de Habilidades, em parte por saber que não seriam eliminado do vestibular se o fizessem, apenas disputariam vagas em outro curso. No final da seleção, víamos que a maior parte dos candidatos era eliminada por falta e não por insuficiência de pontos", conta o representante do Ceps. No PS 2016, 1.811 estudantes estavam aptos a participar do Exame de habilidades, mas os faltosos na seleção somaram mais de 50% dos inscritos.

Mais informações: http://www.ceps.ufpa.br/

 

Fonte: Seja Bixo

Voltar

Receba nossas notícias

E-mail:

BIOS PETROLINA

Avenida Pernambuco, 146 Jd. Paulo Afonso

Petrolina - PE

Fones:

Fixo (87) 3861-7605 | Oi (87) 98819-3181 | TIM (87) 9617-8141

BIOS JUAZEIRO

Rua José Petitinga, Santo Antônio

Juazeiro - BA

Fones:

Fixo (74) 3613-6872 | Oi (74) 8848-1020 | TIM (74) 9618-8345

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

BioS | Vestibulares e Concursos