• contato@biosaprova.com.br
  • Seg a sex 7h - 22h | Sáb 7h - 17h

Atendimento especializado deve ser requerido até 17 de maio

Os candidatos que farão a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2019 poderão solicitar atendimentos especializados e específicos até 17 de maio. O acolhimento individualizado não se restringe a gestantes, deficientes físicos, idosos e lactantes.

Poderão ser contempladas com atendimento especializado pessoas com:

  • baixa visão;
  • cegueira;
  • visão monocular;
  • deficiência física;
  • deficiência intelectual (mental);
  • surdez; surdocegueira;
  • dislexia;
  • déficit de atenção;
  • autismo;
  • discalculia (pessoa que possui pouca habilidade em compreender e manipular números).

Como participar – Os alunos devem informar, no ato da inscrição, qual auxílio necessitam. É possível pedir uma hora a mais para resolver questões. 

Além de comprovar as necessidades especiais por meio de laudos médicos, os candidatos recebem ligações dos funcionários do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) após a solicitação e o encerramento do prazo das inscrições para confirmar o auxílio requerido e a necessidade de tempo extra dependendo do tipo e do grau da deficiência.

Para os solicitantes deste tipo atendimento, o Ministério da Educação (MEC) oferecerá:  

  • provas em braile;
  • tradutor-intérprete de Língua Brasileira de Sinais (Libras);
  • provas com letras ampliadas e super ampliadas;
  • guia-intérprete para pessoas com surdocegueira;
  • auxílios para leitura e transcrição;
  • leitura labial; tempo adicional;
  • sala de fácil acesso e mobiliário acessível.

Para gestantes, lactantes, idosos, estudantes em classe hospitalar — aqueles que têm o seu processo de escolarização no interior de uma instituição hospitalar e que está na condição de estudante internado para tratamento nos dias de prova —, os recursos serão oferecidos conforme as necessidades do inscrito.

A lactante, por exemplo, poderá levar para o local de prova um acompanhante responsável por cuidar do seu filho entre os períodos em que ela não estiver amamentando. Os estudantes em classe hospitalar poderão fazer o exame no seu ambiente de tratamento.

O Inep tem aprimorado os atendimentos diferenciados e específicos para os estudantes. Em 2017 e 2018 foram aprovadas 41.284 e 29.954 solicitações de atendimentos especiais, respectivamente, bem como 16.986 e 11.881 pedidos para acompanhamentos específicos e 306 e 251 tratamentos pela diferença de gêneros.

As inscrições do Enem 2019 estão abertas e podem ser feitas até às 23h59 de 17 de maio.

Fonte: http://portal.mec.gov.br

Postado em: 15/05/2019